Sonhar com porco-espinho

Significado sonhar com Porco-espinho.

Ver um porco-espinho em seu sonho simboliza que deve se prevenir contra eventual dano emocional ou psicológico.

Alternativamente indica que há uma situação que você deve abordar com franqueza. Confiança e honestidade são qualidades importantes.
Alguém de seu circulo de relacionamentos pode estar se sentindo vulnerável e pode precisar de sua proteção.

Acredite na sua sorte:

Jogo do bicho – Loteria Federal
BICHO = Porco | GRUPO = 18
DEZENA = 69 | CENTENA = 969 | MILHAR = 2969

Loterias da Caixa Econômica Federal
Quina: 04 – 10 – 39 – 50 – 69
Megasena: 10 – 18 – 19 – 37 – 48 – 57
Lotofacil: 01 – 04 – 06 – 09 – 10 – 12 – 13 – 14 – 15 – 16 – 18 – 21 – 22 – 23 – 24
Timemania: 02 – 17 – 21 – 25 – 31 – 51 – 55 – 62 – 73 – 78



Significado dos sonhos

Comentários

  1. carlos correa disse:

    eu sonhei comendo carne de porco,, qual sera o bicho[porco]

  2. nubia fernanda disse:

    Legal

  3. Cleide disse:

    Sonhei vendo um porco espinho andando no asfalto?

  4. Laiz Silva disse:

    Sonhei com um porco espinho grande!

  5. Neia disse:

    Sonhei com porco espinho dentro do banheiro e logo depois no sonho esse porco já estava morto e com muitos pêlos jogados pelo chão e espinhos também, e nesse sonho havia uma amiga limpando essa bagunça.

  6. Ruth disse:

    No meio do meu sonho onde eu procurava ajuda à um casal que estava levando cachorros para passear no meio dos cachorros surgia um porco espinho e eu corria e subia em um muro e ele vinha atrás e saltava na altura que eu havia subido e o rapaz que estava com os cachorros perguntava sorrindo. Você tem medo de porco espinho é?

  7. Marcelo Silva disse:

    Sonhei que era atacado por um cachorro que tinha a língua fina e grande parecia do tamanduá, e tinha o focinho comprido e fino e o dono cantava uma música, o porquinho!

Conte o seu sonho

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para enviar seu comentário, por favor, complete o campo abaixo. *